//Bloqueador de Selecao - iceBreaker http://www.icebreaker.com.br/ function bloquear(e){return false} function desbloquear(){return true} document.onselectstart=new Function ("return false") if (window.sidebar){document.onmousedown=bloquear document.onclick=desbloquear}

Quem sou eu

Minha foto
"Renda-se, como eu me rendi. Mergulhe no que você não conhece como eu mergulhei. Não se preocupe em entender, viver ultrapassa qualquer entendimento." "Sou como você me vê. Posso ser leve como uma brisa ou forte como uma ventania, Depende de quando e como você me vê passar." Tudo da Clarice Lispector

quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

2010-11

E 2010 chega ao fim, esse com certeza é o ultimo post do blog (deste ano).

2010 foi visceral, do jeito que eu gosto... Intenso!

Conheci pessoas que me acompanharam pra sempre, mesmo que “o pra sempre, sempre acaba”, mas “que seja eterno enquanto dure”...

2011 vem com a promessa de grandes realizações, de projetos que serão atirados à sociedade, de sonhos que se realizarão e se modificarão.

2011 é ano impar; e eu adoro anos impares (e no fim de 2011 eu direi que adoro anos pares)...

Que venha a Faculdade; os Projetos; os Sonhos; as Brigas; as Magoas; as Alegrias; as Descobertas; as Pessoas; as Gambiarras; as Menstruações; as Baladas; as Peças; os Relatórios e tudo-que-vier-daqui-pra-frente!

Evoé
Merda
Boa Sorte

Feliz Natal um Próspero Ano Novo...

PS.: Vou sumir um pouco, diminuir os tweets, ouvir mais Chopin, Bach, Beethoven, Mozart. Preciso restabelecer minha paz interior em meio ao caos.

Acho que dia 1º ou dia 2 eu coloco algo sobre a passagem do ano...

Beijos, Abraços e Apertos de Mão!

Link Reduzido: http://migre.me/37CL3

quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

33 Anos sem Clarice Lispector

Há 33 anos morria aos 56 anos Clarice Lispector, amanhã ela completaria 90 anos.

Clarice é uma poetiza atual, seus poemas são frescos, diretos, no osso, na alma.
Clarice é uma autora atual, seus livros são complexos, lhe permitem varias leituras, comunicam-se com a alma de uma maneira única.

O Brasil perdeu uma poetiza, uma autora... Mas ela nunca será esqueci. Pois ela marcou, deixou sua vida, seus pensamentos, sua alma nos papéis do mundo.

De todos os textos de Clarice, sou apaixonado por dois em especial.

“Das vantagens de ser Bobo”

"O bobo, por não se ocupar com ambições, tem tempo para ver, ouvir e tocar o mundo.

O bobo é capaz de ficar sentado quase sem se mexer por duas horas.

Se perguntado por que não faz alguma coisa, responde: "Estou fazendo. Estou pensando."

Ser bobo às vezes oferece um mundo de saída porque os espertos só se lembram de sair por meio da esperteza, e o bobo tem originalidade, espontaneamente lhe vem a idéia.

O bobo tem oportunidade de ver coisas que os espertos não vêem. Os espertos estão sempre tão atentos às espertezas alheias que se descontraem diante dos bobos, e estes os vêem como simples pessoas humanas.

O bobo ganha utilidade e sabedoria para viver. O bobo nunca parece ter tido vez. No entanto, muitas vezes, o bobo é um Dostoievski.

Há desvantagem, obviamente. Uma boba, por exemplo, confiou na palavra de um desconhecido para a compra de um ar refrigerado de segunda mão: ele disse que o aparelho era novo, praticamente sem uso porque se mudara para a Gávea onde é fresco.

Vai a boba e compra o aparelho sem vê-lo sequer. Resultado: não funciona. Chamado um técnico, a opinião deste era de que o aparelho estava tão estragado que o conserto seria caríssimo: mais valia comprar outro.

Mas, em contrapartida, a vantagem de ser bobo é ter boa-fé, não desconfiar, e portanto estar tranqüilo. Enquanto o esperto não dorme à noite com medo de ser ludibriado.

O esperto vence com úlcera no estômago. O bobo não percebe que venceu.

Aviso: não confundir bobos com burros. Desvantagem: pode receber uma punhalada de quem menos espera. É uma das tristezas que o bobo não prevê.

César terminou dizendo a célebre frase: "Até tu, Brutus?" Bobo não reclama. Em compensação, como exclama!

Os bobos, com todas as suas palhaçadas, devem estar todos no céu.

Se Cristo tivesse sido esperto não teria morrido na cruz.

O bobo é sempre tão simpático que há espertos que se fazem passar por bobos.

Ser bobo é uma criatividade e, como toda criação, é difícil. Por isso é que os espertos não conseguem passar por bobos.

Os espertos ganham dos outros. Em compensação os bobos ganham a vida. Bem-aventurados os bobos porque sabem sem que ninguém desconfie. Aliás não se importam que saibam que eles sabem.

Há lugares que facilitam mais as pessoas serem bobas (não confundir bobo com burro, com tolo, com fútil). Minas Gerais, por exemplo, facilita ser bobo.

Ah, quantos perdem por não nascer em Minas!

Bobo é Chagall, que põe vaca no espaço, voando por cima das casas. É quase impossível evitar excesso de amor que o bobo provoca.

É que só o bobo é capaz de excesso de amor.

E só o amor faz o bobo."

E daí, eu adoro voar

"Já escondi um AMOR com medo de perdê-lo, já perdi um AMOR por escondê-lo.

Já segurei nas mãos de alguém por medo, já tive tanto medo, ao ponto de nem sentir minhas mãos.

Já expulsei pessoas que amava de minha vida, já me arrependi por isso.

Já passei noites chorando até pegar no sono, já fui dormir tão feliz, ao ponto de nem conseguir fechar os olhos.

Já acreditei em amores perfeitos, já descobri que eles não existem.

Já amei pessoas que me decepcionaram, já decepcionei pessoas que me amaram.

Já passei horas na frente do espelho tentando descobrir quem sou, já tive tanta certeza de mim, ao ponto de querer sumir.

Já menti e me arrependi depois, já falei a verdade e também me arrependi.

Já fingi não dar importância às pessoas que amava, para mais tarde chorar quieta em meu canto.

Já sorri chorando lágrimas de tristeza, já chorei de tanto rir.

Já acreditei em pessoas que não valiam a pena, já deixei de acreditar nas que realmente valiam.

Já tive crises de riso quando não podia.

Já quebrei pratos, copos e vasos, de raiva.

Já senti muita falta de alguém, mas nunca lhe disse.

Já gritei quando deveria calar, já calei quando deveria gritar.

Muitas vezes deixei de falar o que penso para agradar uns, outras vezes falei o que não pensava para magoar outros.

Já fingi ser o que não sou para agradar uns, já fingi ser o que não sou para desagradar outros.

Já contei piadas e mais piadas sem graça, apenas para ver um amigo feliz.

Já inventei histórias com final feliz para dar esperança a quem precisava.

Já sonhei demais, ao ponto de confundir com a realidade...

Já tive medo do escuro, hoje no escuro "me acho, me agacho, fico ali".

Já cai inúmeras vezes achando que não iria me reerguer, já me reergui inúmeras vezes achando que não cairia mais.

Já liguei para quem não queria apenas para não ligar para quem realmente queria.

Já corri atrás de um carro, por ele levar embora, quem eu amava.

Já chamei pela mamãe no meio da noite fugindo de um pesadelo. Mas ela não apareceu e foi um pesadelo maior ainda.

Já chamei pessoas próximas de "amigo" e descobri que não eram... Algumas pessoas nunca precisei chamar de nada e sempre foram e serão especiais para mim.

Não me dêem fórmulas certas, porque eu não espero acertar sempre.

Não me mostre o que esperam de mim, porque vou seguir meu coração!

Não me façam ser o que não sou, não me convidem a ser igual, porque sinceramente sou diferente!

Não sei amar pela metade, não sei viver de mentiras, não sei voar com os pés no chão.

Sou sempre eu mesma, mas com certeza não serei a mesma pra SEMPRE!

Gosto dos venenos mais lentos, das bebidas mais amargas, das drogas mais poderosas, das idéias mais insanas, dos pensamentos mais complexos, dos sentimentos mais fortes.

Tenho um apetite voraz e os delírios mais loucos. Você pode até me empurrar de um penhasco que eu vou dizer: - E daí? EU ADORO VOAR!"



Clarice... Obrigado por existir!

Beijos, Abraços e Apertos de Mão...

É a Hora da Estrela! A Hora de Clarice!

terça-feira, 7 de dezembro de 2010

Desando

Bom, meus últimos 2 posts foram enormes, vamos facilitar...

Desando

Observando as coisas do desando
É possível encontrar respostas
De um sentido brando
Das propostas

Criança que brinca com o pai
Pai que brinca com a criança
Amor que (a)trai
Amor que amansa

Tudo isso que acalma
A Alma
Da Criança que tem na palma
A lembrança
Da semelhança

Ser diferente
Ser igual
Ao onipotente
Seria visceral?

Não,
É Animal
É Aflição
É Genial
É explosão
Não?

Agora lê ao contrario! (Juro que foi sem querer esse)

sexta-feira, 26 de novembro de 2010

Gente que faz


Por volta das 18:55 do dia 9/novembro, começou o ultimo fórum (85º) e o lançamento do livro
deste projeto lindo e incrível que durante 1 década visionaria onde discutiu-se a paz do Brasil e como que com ela podemos ser “Gente que faz” e construir a cultura da paz no pais através da “Educação; Economia Sustentável e Desenvolvimento Social; Compromisso com Todos os Direitos Humanos; Equidade entre Gêneros; Participação Democrática; Compreensão – Tolerância – Solidariedade; Comunicação Participativa e Livre Fluxo de Informações e Conhecimento; e Paz e Segurança Internacional”

O ultimo fórum foi mediado por Marlova Jovchelovitch Noleto, coordenadora da Área de Ciências Humanas e Sociais da UNESCO no Brasil, e Eduardo Jorge Martins Alves Sobrinho, secretário do Verde e Meio Ambiente.

Dr Eduardo apresentou 2 artigos que exibem na pratica “como a cultura da paz já mostra-se superior a cultura de violência”. O 1º abordou como tema uma pesquisa que afirma os fatores dos quais os brasileiros utilizam-se para escolher seus candidatos, o quesito corrupção vem no topo da lista, seguido por violência. O mesmo artigo ainda afirma que os brasileiros estão em busca de paz (42%) para seu país, ainda o mesmo artigo ilustra a mesma pesquisa nos EUA e Dinamarca e a “Paz” aparece em 3º e 6º respectivamente.

O 2º artigo esse extraído da Folha de São Paulo (Sab 6/11) diz que EUA e Rússia estão em discussão para aprovarem a política do desarmamento nuclear (Armas de estratégia).
Só que “não basta apenas os governos russos e estadunidenses assinarem, se o resto do mundo também não assinar esse projeto... Não basta caminhar ao desarmamento, mas caminhar para mudar os outros conflitos que levam ao uso dessas armas e vice-versa” (Afirma o gov. Russo)

É importante o equilíbrio de forças dos projetos e “regimes” sociais; econômicos; ambientais...
Não se pode separar as coisas não é ponto e virgula é hífen (Seguindo a nova ortografia), as coisas tem de ser Sociais-economicas-ambientais, elas devem ter o mesmo poder, o mesmo valor. Pois só assim chegaríamos à cultura de paz que “mudaria” o mundo.

Vivemos tempos voláteis, o trabalho do comitê paulista é louvável! Não é fácil, desde 13/12/2009 Eduardo Sobrinho e Marlova Noleto abriram na câmara dos deputados do Estado de SP. A “Década da cultura de paz”.

A família é a instituição mais antiga da humanidade e a mais importante. A paz nos da os ingredientes para vivermos os outros valores ela propicia que você possa realizar outros modos e maneiras de se viver.

“Se a guerra nasce na mente dos homens, devemos incentivar a paz na mente dos homens”.

A paz não se promove de forma automática, mas esta diretamente ligada a justiça social, igualdade, tolerância... Pois isso são os pilares da paz

Após essa transcrição do que eu creio que tenha sido o mais destacável, as perguntas foram abertas ao publico, transcrevo na integra o que foi perguntado

Como a UNESCO caminhará com essa nova política da ONU?

Já há um programa estruturado que sim, continuará a ser levado. A cultura de paz não pode parar! (Marlova Jovchelovitch Noleto)

Os 2 focos de poder da ONU a Conselho Econômico Social e o Conselho de Segurança.
Esse ultimo é uma espécie de poder paralelo a ONU e muitos querem entrar nessa roda (Vide Brasil, China). O CS é a sombra da ONU, por que não reformá-lo e transformá-lo em um Conselho de Cultura de Paz? (Diferentemente da cultura de violência que é a maneira que o rege atualmente)


Quem “manda” na ONU, são os países e não os funcionários... cabe a nós como cidadãos pressionar a nossa presidenta Dilma, para que ela leve isso adiante, como primeira Presidenta ela pode sim, pressionar os países e buscar a mudança do CS (Marlova Jovchelovitch Noleto)

Enfim, Devo parabenizar à ONU, UNESCO, e a todos os que construíram e levaram “A cultura de paz” adiante.

Acho que há duas boas maneiras de se terminar esse post.

A primeira é transcrever a história que a Lia Diskin, co-fundadora da Associação Palas Athena e que com toda a licença recolho do site da minha amiga Vany (http://networkedblogs.com/anzzW)

"Um professor americano foi ensinar esportes em uma tribo africana. Um dia, trouxe uma cesta de guloseimas e postou-a perto de uma linha que desenhou no chão atrás de onde postou todas as crianças de seu time. Ele queria mostrar que, para ganhar, um time precisava entender o espírito de competição. Cerca de 500 metros da linha havia uma árvore. O professor, então, disse ao time que ganharia a cesta de guloseimas quem, ao final de uma contagem de um a três, chegasse em primeiro lugar até à árvore.

Entendida a mensagem, o professor começou a contagem. 1...2...3!

Sem uma palavra sequer, os jovens, em movimento único, se deram as mãos e, juntos, caminharam em direção à árvore."


E a outra é transcrever uma linda música do imortal John Lennon, e por mais clichê que isso ser, basta Imaginar-mos afinal... “I’m not the only one”

Imagine
John Lennon


“Imagine there's no Heaven
It's easy if you try
No Hell below us
Above us, only sky
Imagine all the people
Sharing all the world

You may say I'm a dreamer
But I'm not the only one
I hope someday you'll join us
And the world will live as one”


Independente de qual for a escolha para o final… Saiba que ambas, são de Paz


“...Sei que não dá pra mudar o começo / Mas se a gente quiser vai dar pra mudar o final”
Elisa Lucinda – Poema “Só de sacanagem”


Caso queira conferir o site do comitê
Caso queira conferir o site do 85º fórum, que tem o áudio do fórum

terça-feira, 23 de novembro de 2010

The World Needs Paul McCartney

Durou 3 horas o show do Ex-Beatles e Ex-Wings, Sir Paul McCartney. Mas pra mim durou no mínimo 2 meses, ou se considerar apenas o dia 18/11/2010 18 horas.

Falando das 18 horas, na companhia das minha incríveis amigas @anna_magber, @MaluPaixao e @PaulaMarquess e das minhas mais novas amigas @naapontes e @sosampaio, 18 horas que começaram às 8:30 com a maior aventura ferroviária dos últimos 50 anos do metro.

Éramos nós tentando entrar e ninguém querendo sair, até que a Anna teve a incrível ideia de cada um ir em uma porta, resultado... Ela foi, nós ficamos. Demoramos (Eu, Paula e Malu) mais uns 6 trens pra conseguirmos entrar (Utilizando o método Anna de como entrar num trem quando se esta em muitas pessoas). Encontramos a Anna e a Sofia na estação Brigadeiro do metro e nos dirigimos (de ônibus) até o estádio do Morumbi (que é pertinho...), 43 minutos depois lá estávamos nós,

tudo lindo e maravilhoso portão 15 b, o mais incrível é que as filas 15 a e 15 b estavam juntas, (o controlador de publico ordenou, bem educadinho por falar nisso, que: “15 a fica na grade, 15 b fora dela” (Guardem essa info na cabeça de vocês que em breve eu vou retornar à ela)
Assim que nos posicionamos, começamos à passar o tempo...

...Até que começou a chover...

Mas nada mudava nosso animo! Continuamos firmes e fortes! Até que o portão se abriu às 17:30 e... na corrida pra entrar, eis que... A fila 15 a deveria ser a 15 b e a 15 b deveria ser a 15 a, povo que não sabe organizar é uma MERDA (Isso por que tem Copa em 2014, enfim), corremos, pegamos um excelente lugar... Hora de passar o tempo!

E assim passamos das 17:30 às 21:42, com Mulher indo no banheiro maculino, fotos estranhas, cantando, nos protegendo da chuva...

...E então ele entrou!

No começo do show ainda não acreditava que estava ali, comecei a lembrar dos planos malucos que eu e a Paula fizemos, da madrugada, véspera de prova, que passamos acordados pra comprar os 3 ingressos, do pânico e ao mesmo tempo alegria de saber que ao invés de 3 compramos 6, a alegria das meninas quando souberam que iriam ver o Paul, da ansiedade das ultimas semanas, dos ensaios das músicas para ficar perfeito de descobrir que minha versão de “blackbird” é na verdade “cry baby cry”, quando eu vi que estava ali, frente a frente com Sir Paul McCartney, já estava na hora da musica mais importante da minha vida, “Hey Jude”, como eu gritei, chorei, berrei, cantei, parecia um louco ouvindo a musica mais marcante de sua vida, e era assim que estava, quando acabou “Hey Jude”,

minhas pernas bambearam, não consegui cantar mais nada, não consegui fotografar mais nada, na verdade só consegui fotografar direitinho até “live in and Lite Die”, pois logo após essa musica pirofagica,

começou “Hey Jude” e ai meu amigo... saiu tudo borrado.

"Assistir Paul Mccartney é incrível, mas assistir Paul McCartney ao lado dos amigos que amas é algo inenarrável"

Mas enfim, o mundo precisa de Paul McCartney.

"'Yesterday', the world saw the last show of a 'Magical Mystery Tour', 'Something' happened.
And now 'I'm Looking Through You' Paul, and I just like to say 'All my love' that I have for you 'Here Today' I know that I 'Got To Get You Into My Life'. 'cause the world needs you 'Bluebird'.
'I've got a feeling: This isn't 'The end'"
(Renan Botelho)
Playlist Paul McCartney – “Up and Coming Tour – São Paulo – 22/11/2010”

"Magical Mystery Tour"
"Jet"
"All My Loving"
"Got to Get You Into My Life"
"Highway"
"Let Me Roll It / Foxy Lady" (Jimi Hendrix cover)
"The Long and Winding Road"
"Nineteen Hundred and Eighty-Five"
"Let 'Em In"
"My Love"
"I'm Looking Through You"
"Two Of Us"
"Blackbird"
"Here Today"
"Bluebird"
"Dance Tonight"
"Mrs. Vandebilt"
"Eleanor Rigby"
"Something"
"Sing The Changes"
"Band On The Run"
"Ob-La-Di, Ob-La-Da"
"Back in the U.S.S.R."
"I've Got a Feeling"
"Paperback Writer"
"A Day In The Life / Give Peace A Chance"
"Let It Be"
"Live and Let Die"
"Hey Jude"

BIS
"Day Tripper"
"Lady Madonna"
"Get Back"

BIS
"Yesterday"
"Helter Skelter"
"Sgt. Pepper's Lonely Hearts Club Band / The End"

PS: Não posso esquecer de comentar que: Antes do show, choveu muito, porém durante o show, não caiu se quer uma gota d'agua.

Outra coisa é que durante todo o show a Lua não apareceu, porém na música em homenagem a John Lennon, a lua iluminou os presentes e ainda deu uma brisa fresca ao estádio do marumbi, após a música, a Lua desapareceu nas nuvens.

Beijos, Abraços e Apertos de Mão

domingo, 21 de novembro de 2010

Lista de Presentes

Lista de Presentes

Querido Papai Noel, esse ano eu fui um bom menino, então gostaria de solicitar à todos os meus amigos, parentes e familiares que nesse Natal eu gostaria de ganhar:

Uma Maleta do House com as 6 temporadas mais camiseta e livreto - http://www.livrariasaraiva.com.br/produto/3127668/maleta-house-edicao-especial-com-as-6-temporadas-34-dvds-camiseta-livreto-dvd4/?ID=BD3E20C07DA0B150137280368

Mini Globo Yellow submarine - http://www.beatles4ever.com.br/shopping/beatles/variados/pages/Mini%20Globo%20Yellow%20Submarine%20-%20R$%20200,00.htm

Um Box dos “The Beatles” Edição Limitada com 13 CDs - http://www.livrariasaraiva.com.br/produto/2758957/the-beatles-mono-box-set-edicao-limitada-13-cds/?ID=BD3E20C07DA0B150137280368

Blu-ray “Som & Furia” - http://www.livrariasaraiva.com.br/produto/2855631/som-furia-blu-ray-dvd4/?ID=BD3E20C07DA0B150137280368

Blu-ray “Don Giovanni” - http://www.livrariasaraiva.com.br/produto/2873059/don-giovanni-blu-ray/?ID=BD3E20C07DA0B150137280368

Blu-ray “Where the Light Is: John Mayer Live In Los Angele” - http://www.livrariasaraiva.com.br/produto/2601237/where-the-light-is-john-mayer-live-in-los-angele-blu-ray/?ID=BD3E20C07DA0B150137280368

Blu-ray “Celine Dion – Live in Las Vegas” - http://www.livrariasaraiva.com.br/produto/2036674/live-in-las-vegas-a-new-day-blu-ray/?ID=BD3E20C07DA0B150137280368

Blu-ray “Concert for Diana” - http://www.livrariasaraiva.com.br/produto/produto.dll/detalhe?pro_id=2623014&recType=similarItems&rid=14932514

Blu-ray “The tribute to Pavarotti” - http://www.livrariasaraiva.com.br/produto/2655737/the-tribute-to-pavarotti-blu-ray/?ID=BD3E20C07DA0B150137280368

Blu-ray “Rent – Os boêmios ao vivo na Broadway” - http://www.livrariasaraiva.com.br/produto/2857624/rent-os-boemios-ao-vivo-na-broadway-blu-ray/?ID=BD3E20C07DA0B150137280368

Dvd “Coleção de aniversário Cirque Du Soleil 1984-2005” - http://www.livrariasaraiva.com.br/produto/1564754/cirque-du-soleil-colecao-de-aniversario-1984-2005-12dvds-dvd4/?ID=BD3E20C07DA0B150137280368

Dvd “Cirque Du Soleil – All together now” - http://www.livrariasaraiva.com.br/produto/2605700/all-together-now-dvd/?ID=BD3E20C07DA0B150137280368

Blu-ray player LG pra eu por no meu quarto - http://www.livrariasaraiva.com.br/produto/3097266/blu-blu-ray-player-lg-bd560-netcast-dolby-true-hd-usb-compativel-com-hdd-externo/?ID=BD3E20C07DA0B150137280368

Então é isso! Se for preciso junte-se com 2 pessoas e compre! Ficarei Bem contente!

Beijos, Abraços, Apertos de Mão!

quarta-feira, 17 de novembro de 2010

Vai se Fuder!

Eita, olha eu aqui chorando as pitangas com vocês que não (necessariamente) tem nada haver com isso!

To adiantando um post, na verdade esse esta saindo de supetão. Bom, já dizia o sábio profeta que “filho da puta aparece quando você sai da zona”... Pois bem...

Não posso escrever muito por que o objetivo não é citar nada... Mas eu to em outra e não quero papo furado!

Só Cazuza se importava com mentiras sinceras... Na boa, acha outro! E mesmo eu, ainda que sofrendo a ponto de escrever uma merda dessas a 1 da manha, que não quero mais nada que não gozo mais nada que não nutro mais nada que não alimento mais nada que não grito mais nada que não choro mais nada que não digo mais nada que só escrevo nada que não crio nada que não cozinho nada que não sonho nada....

Vai se fuder!

Pois eu sofro por outra, que eu quero outra que eu gozo noutra que eu nutro outra alimento outra grito com outra choro de tanto rir digo outra escrevo por outra crio por outa cozinho outra sonho com outra....

Já dizia Isabella Taviani “Eu não tenho que ouvir o seu NADA”

Beijos, Abraços e Apertos de Mão

quarta-feira, 3 de novembro de 2010

Fim de ano Lista para 2011

Atrasado, no metro (07h20min), não há lugar melhor pra escrever (NOT), pessoas a sua volta lendo o que você escreve, mas FODA-SE, isso vai pra um blog mesmo! Hahahaha!

Faz tempo que não escrevo! É que tenho muito à escrever, mas não estou sabendo como... Tanta coisa acontecendo ao mesmo tempo no pobre e (não tão) velho coração!

Não esse não é o ultimo post do ano (assim, espero)!

Mas fim de ano é aquela merda, hora de pensar nas merdas que fez; n o que foi bom; no que foi razoavelmente bom e no que você se fodeu legal!

Vamos começar pelo que me dói mais em escrever! Ai você me diz “Porra, não quero ler!” Foda-se o blog é meu!

“Sinceridade” Puta que Me Pariu, como já disse no post “Desabafo”, “minha cara é foda”!

Enfim, esse ano eu fui o mais sincero que pude, foi bom, aprendi a ser real com as pessoas, foi péssimo, descobri que não são todos (Ou melhor, quase ninguém) sabem lidar com a “sinceridade”.

É que na verdade, o que me faltou não foi sinceridade (isso não foi mesmo), o que me faltou foi “percepção” de onde usar a minha sinceridade, saber enxergar quem por mais que peça não pode ouvi-la, pois depois tem uma crise esquizofrênica e te vira a cara.

Alguém por favor pede pro homem que esta em pé na minha frente parar de ler.... É amigo, eu to te vendo!

(Vai seu trouxa sangra no metro! Hahaha)

Enfim, esse homem cortou o barato! É, curioso!

Que em 2011 eu continue sincero, mas que aprenda onde usá-la!

Lista para 2011

* Parar de Beber (Só pra ficar tal como todas as lista...pois isso é NOT)
* Ser mais atento onde usar a sinceridade

Vamos aguardar o próximo post sobre o ano!


Beijos, Abraços e Apertos de Mão

sábado, 16 de outubro de 2010

A Arte do ensinar

Ta eu sei que estou atrasado... porém nunca é tarde para homenagear os Professores.

Professor segundo o Wikipédia é: “Uma pessoa que ensina uma ciência, arte, técnica ou outro conhecimento. Para o exercício dessa profissão, requerem-se qualificações académicas e pedagógicas, para que consiga transmitir / ensinar a matéria de estudo da melhor forma possível ao aluno.

É uma das profissões mais antigas e mais importantes, tendo em vista que as demais, na sua maioria, dependem dela. Já Platão, na sua obra A República, alertava a importância do papel do professor na formação do cidadão.”


Que bonito isso né? Porém eu quero adicionar algo a mais. A minha visão do que é SER professor e do que é Ter professores(as).

Professor é o segundo amigo, o conselheiro de alguns.


Uns amam, e outros (Ainda bem que é a minoria) não gosta tanto assim.

Professor é aquele que não só ensina como também aprende.


Aprende a ver o mundo com outros olhos, aprende que é seu dever formar cidadoes criticos e responsaveis por seus atos.

Em minhas andanças de sala de aula, já vivi experiencias não tão boas (Quem nunca as viveu?), porém vivi grandes historias de completo aprendizado, tantos dos alunos quanto minha.


Pois professor é aquele que se deixa aprender, aquele é está disposto a ouvir o novo, o desconhecido. O Professor é o eterno aluno. Pois...

Quem foi que disse que professor é o senhor da razão?
Não é, ninguém é, somos passivos de erros e de acertos.

Não posso escrever de todos, mas aqui vão alguns dos meus queridos professores e sua importancia para o meu aprendizado e que de alguma maneira me motivaram a dizer “Eu quero ser professor”


Aos queridos Alceu, Johnny e @renedgj, que me mostraram a história e que sempre me instigaram a procurar saber mais e mais.

Aos Queridos e Queridas Andreia, Anderson, Fábio, Paulo e @SteBaptista, que me ensinaram “Os numeros” e que ficaram “Frustrados” por eu ter feito teatro e não economia (né? Fábio, Anderson e Paulo! Rsrsrs), mas eu amo “Os numeros” da mesma maneira!


As queridas Regina e Renata, que me mostraram a literatura e me mostraram o quao maravilhoso é ler e escrever.

As incriveis Agnes e Penha que, mesmo não sendo nem um pouco bom, me incentivaram nas artes pláticas.


As sempre maravilhosas Cassia e Sylmara, que me mostraram a Biologia, que mesmo não seguindo essa area, fico instigado pelo assunto

As divertidas Elaine e Maria José, que mesmo tendo dificuldade com as Orgânicas, eu ainda digo que AMO a Quimica inorgânica.


Ao Querido Paulo que me mostrou o espirito empreendedor.

A querida Fátima que me ajudava nas horas extras


Aos Maravilhosos @acapelossa, Anderson, @arielmoshe, @duedudepaula, Paco que foram meus diretores e professores. E a DIVA Renata que também foi minha diretora e professora.

As incriveis Carol, Giseli e Shuba, que foram minhas arte-educadoras na minha profissionalização artistica.


Aos agora meus professores, Carlinhos, Denise, Fred, Juçara, Neide e Paulo

A minha orientadora vocal @LeilaBayer, pela parceria e amizade.


A linda Yraida, que me fez professor de espanhol.

Ao querido Raúl e as queridas Roberta e Soraya, que me ensinaram a linguagem Clownesca.


E também aos meus amigos, professores: @aninhanbotelho (Micro. Bio), Camila (Ing), @Caronella (Port), @Mia__melia (A.Educadora), @PaulaMarquess (Ing), @RaphaBarreiros (Info), Ronald (Ing), Silvani (Teatro), @Thienegarrido (Balê), @vanfati (Acomp.Escolar) e Vany - @mosaicosocial (midas e Jornalismo)


PS: Nomes acima em ordem alfabética.


Não sei quem irá ler isso e nem é meu objetivo que os homenageados leiam.

Mas quem ler, comente.


Se não tem nada pra comentar, escreva quem foram seus professores especiais.


Beijos, Abraços, Apertos de mão e Feliz Dia Dos Professores!

segunda-feira, 11 de outubro de 2010

Amor

O amor... essa palavra que ninguém sabe explicar... há os que amam facilmente, os que amam e nunca falam, os que amam e sofrem, os que amam e são felizes para sempre... há os amigos que se amam, os casais que se amam, os irmãos que se amam, os filhos que amam, os pais que amam, enfim...

Há os que escrevem o amor, os que poetizam o amor, os que dançam o amor, os que lamentam o amor, os que comemoram o amor...

Há exemplos para todos os exemplos desde o “Ultimo desejo”¹ do Noel Rosa, até a pobre “Iracema”² de Adoniran Barbosa que atravessou a São João na contramão...

Há Camões e a “Ferida que dói e não se sente” e há os “Bobos e momos virão / Rir e dançar bem felizes / do pobre coração / sem eira nem raiz” do trovador.

Enfim, há de tudo um pouco... Dos que amam amar, os que detestam amar, os que não sabem nem “O que é o amor”³...

Eu sou esse ultimo, já diria Arlindo Cruz

Se perguntar o que é o amor pra mim
Não sei responder
Não sei explicar

Até hoje não sei explicar o que é esse sentimento que para uns é uma dádiva, para outros um martírio...

Saberias tu, explicar-me isso?

Enquanto não souber o que é... vou continuar experimentando as possíveis alternativas do amor...

Eu sei o que é o amor de Filho, Irmão, Amigo... Mas ainda me faltam alguns amores para descobrir... até lá... Eu peço que minha “Iracema”² não atravesse na contramão, que no próximo baile de carnaval eu realize alguns desejos e que meu “Ultimo desejo”¹ não termine sem foguetes, retratos e bilhetes... Deixe-me eu preciso andar, vou por ai...procurar... “Preciso me encontrar”4 é que antes de responder... Eu, Quero assistir o sol nascer, Ver as águas dos rios correr, Ouvir os pássaros cantar, Eu quero nascer e quero viver... só assim eu saberei responder “O que é o amor”³

¹ Música de Noel Rosa

² Música de Adoniran Barbosa

³ Música de Arlindo Cruz

4 Música de Cartola

Pra você, O que é o amor? Comente sua opinião...

domingo, 10 de outubro de 2010

Desabafo

É, minha cara é foda...

Eu realmente me entrego, basta olhar minha cara... se gosto (Ou não) de algo... lá está minha cara dizendo o que penso...

O que posso fazer?

Sou assim, eu tento mudar, mas não posso... alias...

Eu gosto de citar as pessoas, eu gosto de mostrar que eu conheço determinado assunto, eu sou assim...

Mas tem uma coisa que eu DETESTO em mim e ao mesmo tempo AMO... minha sinceridade...

Não sei mentir... Sim você está lendo um ator dizer isso... mas é verdade e eu preciso mudar, pois eu não quero/posso magoar quem eu amo...

Já paguei muito caro por isso e não estou disposto a pagar mais nem um centavo pela tristeza alheia... pois como diz minha mãe “Eu sou um imã” ou minha psicóloga “Você é uma esponja”, logo se você esta triste... de certo eu também estou... mas se quer me ver REALMENTE Triste é ter parcela de culpa nisso.

Seja lá pra quem for esse desabafo... mas não estou escrevendo pra você caro leitor... escrevo pra mim, afinal... essa é a função desta blog... mostrar-me quem eu sou pra você, mas escancarar quem eu sou pra mim...é que há muitas coisas que vocês não sabem sobre mim... e que talvez nunca saberão, pois... eu sou uma Clarice Lispector, um Fernando Pessoa, um José Saramago ou até mesmo um Stanislavsky...

Mas peço-lhes que, caso me ames, não me abandones apesar de eu ser assim e caso lhe magoe...(Sim eu sou lerdo)...POR FAVOR eu lhe imploro e suplico... me avise, comunique, mande um sinal de fogo ou fumaça... pois eu não vou deixar nada, nem eu mesmo, me afastar de quem eu amo...

Beijos, Abraços e Apertos de Mão

E isso vai sem eu Reler... só amanhã!

quinta-feira, 30 de setembro de 2010

"Manias, Vícios, Verdades e Opiniões"

Nossa... Quanto tempo não posto nada nessa bagaça...

Seguinte, vou ser extremamente didático nesse post pois algumas pessoas tem certas dificuldades em entender que eu sou... Não, eu não farei Baú parte 3... Chega né...

Mas criarei uns super tópicos que vocês leram e super pensaram “Foda-se”, mas enfim... se ler essa merda até o fim... Muito agradecido, se não leu... Foda-se... passa la no fim e comenta “Foda-se você” que eu já ficarei MUITO feliz.

Eu vou escrever quais são minhas "Manias, Vícios, Verdades e Opiniões"...

1. Eu ligo o chuveiro com a mão esquerda (Manias)
2. Eu tomo banho ouvindo musica... e cantando-as (Vícios)
3. Eu faço teatro (Verdades)
4. Eu quero ser ator (Verdades)...
Para poder emocionar os outros (Opiniões)
5. Eu tenho vícios de linguagens (Super, Foda-se, bagaça, Fato...) (Se lembrarem de algum... comentem) (Verdades)
6. Não tenho partido político, voto em quem eu gosto (Opiniões)
7. Sou a favor da união civil entre homossexuais (Opiniões)
8. Sou contra a bigamia (Opiniões)
9. Eu leio ouvindo musica (Manias)
10. Eu choro no escuro (Manias,Vícios, Verdades)
11. Chocolate (Vícios)
12. Ana Carolina (Vícios)
13. Musica (Vícios)

14. Não gosto de happy band (Opiniões)
15. Filmes cults (Vícios)
16. Dr House (Manias)
17. Cantar músicas em voz alta (Manias)
18. Ser feliz (Verdades)
19. Amo discutir (Com embasamento) (Manias)
20. Não existe nada mais importante que família e amizade (Opiniões)
21. Amigos dizem “Eu te amo” (Opiniões)

22. Não sei pensar friamente quando estou envolvido no assunto (Verdades)
23. Lhe ajudo se não estiver no meio do problema – analisando de fora, sou quase um Psicólogo (Verdades)
24. Ouço musica clássica (Manias)
25. Twitter (Vícios)
26. MPB (Manias)
27. Amo trilhas sonoras (Vícios)
28. “A vida é como o rio que corre em direção ao mar, deixe a vida correr” (Opiniões)
29. “Quem não tem coração, que atire a primeira lágrima” (Opiniões)
30. Sou um louco (Verdades)
31. Clarice Lispector (Vícios, Opiniões)

Chega né? 31 tá bom!
Até por que essa coisa colorida ficou muito gay... digo Restart...

Boa Noite
Beijos, Abraços e Apertos de mão


PS: Foda-se

segunda-feira, 13 de setembro de 2010

Baú 2

23:05 apenas como norte. Bom, vou desabafar.

Estou em um processo criacional, tanto no ramo acadêmico quanto nos braços dele.
Em breve trarei novidades!

Mas não foi SÓ por isso que vim aqui.

Meu real objetivo é fazer a 2ª parte do meu Baú (É, eu sou masoquista).

Oswaldo Montenegro está cada vez mais presente em minha vida (Principalmente nessa fase de criação). E dentre todas as músicas, existe um poema... que eu tenho quase certeza que você conhece.

Funcionará assim: Negrito = Poema Não Negrito = Meu comentário

"Metade" - Oswaldo Montenegro

Que a força do medo que tenho
não me impeça de ver o que anseio
que a morte de tudo em que acredito
não me tape os ouvidos e a boca
porque metade de mim é o que eu grito

mas a outra metade é silêncio.
Vamos explicar, tenho certos medos, dos quais aqui não vou falar, Mas por favor, não me impeça de falar o que pretendo, Pois eu grito...mesmo no silêncio
Que a música que ouço ao longe
seja linda ainda que tristeza

Amo música, ela me motiva por mais triste que ela seja... Pois há beleza nas coisas tristes
que a mulher que amo seja pra sempre amada
mesmo que distante
porque metade de mim é partida
mas a outra metade é saudade.

Eu vou, um dia...
Que as palavras que eu falo
não sejam ouvidas como prece e nem repetidas com fervor
apenas respeitadas como a única coisa
que resta a um homem inundado de sentimentos
porque metade de mim é o que ouço
mas a outra metade é o que calo.

Não quero que ninguém siga meus conselhos ou que faça o que eu (não) faço, mas se pediu...ouça
Que essa minha vontade de ir embora
se transforme na calma e na paz que eu mereço
e que essa tensão que me corrói por dentro
seja um dia recompensada
porque metade de mim é o que penso
mas a outra metade é um vulcão.

Já dizia Clarice "Posso ser livre como uma briasa ou pesado como uma tempestade, depende de quando e como você me ver passar"
Que o medo da solidão se afaste
e que o convívio comigo mesmo se torne ao menos suportável
que o espelho reflita em meu rosto num doce sorriso
que eu me lembro ter dado na infância
porque metade de mim é a lembrança do que fui
a outra metade não sei.

Do passado eu sei me curar... Do futuro, estou aprendendo a me salvar
Que não seja preciso mais do que uma simples alegria
pra me fazer aquietar o espírito
e que o teu silêncio me fale cada vez mais
porque metade de mim é abrigo
mas a outra metade é cansaço.

Se precisar de mim, eu lhe abraço... Mas seria muito bom se eu pudesse contar com você também e sim muitos falaram que estão... mas Não MINTA.
Que a arte nos aponte uma resposta
mesmo que ela não saiba
e que ninguém a tente complicar
porque é preciso simplicidade pra fazê-la florescer
porque metade de mim é platéia
e a outra metade é canção.
E que a minha loucura seja perdoada
porque metade de mim é amor
e a outra metade também.


http://www.vagalume.com.br/oswaldo-montenegro/metade.html#ixzz0zSyvrGeR

Beijos, Abraços e Apertos de Mão!

PS: 00:23

quarta-feira, 1 de setembro de 2010

Baú

Como não poderia deixar de falar dessa atividade um tanto quanto psicod(t)ra(u)mática!

Foram longos meses de pura obstinação, pensamentos perdidos nas madrugadas parisienses, textos escritos e apagados, textos escritos e modificados, textos que faltando 1 semana pra apresentar você relê e pensa “Mais que merda é essa?” joga na lixeira do desktop e refaz tudo de novo!

Quando você realmente consegue escrevê-lo vem as dúvidas, “como fazer?”; “o que usar?”; “Como dizer”... Pensa em mil músicas, em mil figurinos e em mil cenários... E ai, na hora “H”, você descobre que o CD com a música não veio (Ficou no som, pois você passou a madrugada decorando o texto), Que o figurino seria melhor se você não o tivesse (E assim o faz) e que o cenário não ficaria do modo como você previu por que a Prora do relógio que você ia usar não cabe na mala e desesperado você relembra de como Clarice Lispector move suas inspirações.

E você chega, começam as apresentações, você é modificado por elas, o texto que você passara a noite inteira decorando some da sua mente, os livros de Clarice lhe seram úteis, as frases, as passagens.

Você vai ao pro-cênio, abre seu vinho, degusta-o, olha para a platéia, que são seus amigos ou colegas, e pensa “FODEU!”, assim, exatamente assim, com essa seqüência de letras... Primeiro o “F” depois o “O” o “D” o “E” o “U” e por último uma exclamaçãozinha pra não deixar de pontuar o quão fodido você esta.

Numa medida desesperadora você tenta se embriagar com o vinho e no quarto gole percebe que se fodeu mais um bocado, pois seguiu seu diretor e trocou o álcool por suco em pó e aquela água roxa não vai lhe deixar em estado alfa muito menos bê(ta)bado!

Respira e começa seu texto (Que é (ou melhor... é quase) o post “Quem não tem coração que atire a primeira lágrima”), Recorre aos livros, aos poemas, ao vinho, enfim luta com as armas que tem nas mãos.

Quando termina sente que alguém enfiou o dedo na sua não cicatrizada ferida que Queima, Dói, Lateja, Dói, Sangra e Dói. Você chora, seus amigos lhe abraçam, você diz que “Está bem” e que o pior já passou e quando entra o “Próximo!” você se afasta de todos (Que estão prestigiando o coleguinha sangrar lá na frente) e chora, chora como se fosse um bebê esfomeado, como se fosse uma criança que viu o amiguinho quebrar seu carrinho ou um adolescente que se despede do melhor amigo e até mesmo um adulto que apanha todo dia da vida.

Mas depois, a ferida que sangrava estanca, a casquinha se forma novamente e você observa que o que demorava à cicatrizar esta em um processo de recuperação que surpreenderia qualquer médico formado em cardiologia. Ai você constata que “As vezes, tirar a casquinha da ferida faz bem”.

Hoje eu digo se fosse fazer meu baú novamente, faria diferente. Falaria de outras coisas, mostraria novas FACETAS dos “Fernando Pessoa” existentes em mim, Mostraria meu lado GENIAL de Saramago, Meu AMOR Ana Carolina, Minha ESSÊNCIA de Wander Lee, Minha LOUCURA que se divide entre Almodóvar e Wood, Minha CRIAÇÃO livremente inspirada em Hugh Laurie, Meu ESPELHO de Stanislavsky e é claro que mostraria minha VISCERALIDADE de Clarice Lispector.

Mas por fim, descobriria que no fundo no fundo sou: Renan Botelho na VIDA

Fragmento de “Rindo à toa”

“doeu, doeu, agora não dói, não dói, não dói
chorei, chorei agora não choro mais
toda mágoa que passei
é motivo pra comemorar
pois se não sofresse assim
não tinha razões pra cantar

há há há há há
mas eu tô rindo à toa
não que a vida esteja assim tão boa
mas um sorriso ajuda a melhorar”

Fonte: http://www.vagalume.com.br/falamansa/rindo-a-toa.html#ixzz0yJBUuUUo

PS.: Não gosto da música, mas é letra combina com o momento....


Beijos, Abraços e Apertos de mão!

sexta-feira, 27 de agosto de 2010

Ideologia, eu quero uma pra viver?

Sempre fui radicalmente contra modismo barato, realmente não me importo das pessoas usarem calças coloridas; roupas pretas; lápis no olho; cabelos lisos e com franja na testa.

A única coisa que quero é que as coisas tenham um propósito, todos nós temos propósitos na vida para quaisquer coisas que fazemos.

Se você prefere ler “Veja” a “Carta Capital” (ou vice-versa), tem que ter um bom motivo, não basta apenas dizer “É que meus amigos preferem ler essa”. Tem que falar, botar pra fora, Se EXPRESSAR!

O mesmo vale para o modismo em massa que se instaura na sociedade há algum tempo. Eu gosto de Harry Potter e tenho um motivo pra isso, na minha opinião, Harry vem crescendo com seu publico, com o passar dos anos os livros e filmes vem ficando mais adultos. Hoje talvez não “curtiria” ver o filme 1, porém aguardo ansioso os próximos.

Enfim, por mais ateórico (se é que existe essa palavra) que seja meu motivo, ela faz certo sentido.

Volto a repetir, Não sou contra a pessoa usar calça verde limão e camiseta em V amarela marca-texto, mas, por favor, digam-me o objetivo de se vestir assim e não apenas digam “Ah, é legal”.

Não quero criticar ninguém apenas questionar, realmente precisamos de ideologias? As pessoas são Católicas, Espíritas, Evangélicas, etc. Pois tem um Ideal, uma educação religiosa.

E é isso que falta na sociedade em geral: Ideais; Educações. Quando não temos esse embasamento passamos a ser marionetes de algo, mais um grão de areia no deserto.

Não, eu não quero ser a gota d’água desse deserto e também não quero que as pessoas deixem de ser feliz da maneira como elas querem ser felizes.

Mas, se alguém ler isso e se esse alguém entender o que eu digo. Passe a ideia pra frente. Eu não quero que cada um crie uma tendência, mas se você acha que seus valores estão bem representados quando você veste-se de preto, coloca a franja nos olhos e passa lápis nº 8 no olho. Bola pra frente...

Mas, se você faz isso hoje, olha no ontem e viu que não fazia e sabe que amanhã, você não usará mais isso... Repense em seus ideais.

Pois até Cazuza queria uma ideologia, mas seus heróis morreram de overdose e ele criou uma legião de pessoas, que encontraram seus ideais (ou não...)

Afinal “Não se pode dar uma prova de existência, daquilo que é mais verdadeiro....”


Beijos, Abraços e Apertos de mão

quarta-feira, 25 de agosto de 2010

Quem não tem um coração que atire a primeira lágrima

Tô bebendo minhas culpas, meu veneno, meu vinho Escrevendo minhas cartas, meu começo, meu caminho, caminho pelo qual eu andeiSorri, chorei, tanto. Não me arrependi. Ganhei e perdi. Fiz como pude...Lutei contra o amor. E quanto mais vencia, me achava um perdedor, Mais tarde me enganeiVi com outros olhos, mas com que olhos? Os olhos que viam tristes o infinito? Ou os que vêem o infinito e sabem que mais além dele há o desconhecido?

Para os que não perceberam a pouco citei 3 músicas que falam de mim de um modo peculiar. Não importa o momento ou o meu estado elas sempre vão me emocionar.

Essa é a primeira vez que alguém lê esse texto em público, trata-se de um texto inacabável, por que lhe faltam respostas, respostas essas que eu espero que alguém no mundo me dê, esse texto ficou guardado dentro de mim por 18 anos, na verdade ele foi escrito em 18 anos.

Antes é preciso ir a um lugar onde Deus possa me ouvir, qualquer lugar, onde Deus possa me ouvir... E eu vou no mais forte músculo existente nos corpos e ao mesmo tempo vou tocar no músculo mais frágil que existe. O coração.

Quem não tem um coração que atire a primeira lágrima...
Eu tenho um forte e frágil, um que ama e que não sabe odiar, que ri e que chora que acredita que tudo é perfeito...

Há vantagens o meu, conhece o raro gosto de amar sem medo de se iludir, porém quando o iludem... Demora a cicatrizar, mas sempre volta a amar.

Como diz Clarice, se me permitem a citação, “Já acreditei em amores perfeitos, já descobri que eles não existem.” Ah, como eu amo Clarice...

Eu tenho sonhos, alguns possíveis, outros não... Aos possíveis não vos cabe agora, afinal, são sonhos... Já os impossíveis, esses eu posso compartilhar?

Sonho que um dia poderei voar para poder chegar mais rápido nos amigos que precisam de mim.
Sonho em ser comediante, pois já fiz tantas piadas sem a menor graça, só pra arrancar um sorriso um simples sorriso de alguém especial
Sonho em ter um braço elástico a ponto de quando alguém requisitar o meu abraço eu consiga afagá-la
Sonho em ser criança, pra não ver o que há de podre no mundo
Sonho em ser adulto pra mudar o que há de podre no mundo
Sonho em ter conhecimento mais que suficiente pra entender o porquê do homem se afligir e se empurrar pro abismo
Sonho em ter tudo, pra não faltar com ninguém
Sonho em não ter nada, pra ser o necessário para todos
Sonhos de um eterno sonhador, aquele que ri, chora e joga fora o que passou

Desculpe-me se não estou sendo coeso, mas não sou uma pessoa fácil de decifrar, mas isso, entendemos com o tempo, não adianta forçar a barra, eu mesmo “Já passei horas na frente do espelho tentando descobrir quem sou, já tive tanta certeza de mim, ao ponto de querer sumir.”

Quem visitou os corredores da minha alma?... Eu, somente eu, o que descobri? Meus erros, meus nós, minhas lidas, minha alma, meus amores, minha vida, minha luta, meus valores, minhas forças, minhas fontes, meus favores

Mas o importante é que eu estou cuidando bem de mim.

“Não me dêem fórmulas certas, porque eu não espero acertar sempre.
Não me mostre o que esperam de mim, porque vou seguir meu coração!
Não me façam ser o que não sou não me convidem a ser igual, porque sinceramente sou diferente!
Não sei amar pela metade, não sei viver de mentiras, não sei voar com os pés no chão.
Sou sempre eu mesma, mas com certeza não serei a mesma pra SEMPRE!
Gosto dos venenos mais lentos, das bebidas mais amargas, das drogas mais poderosas, das idéias mais insanas, dos pensamentos mais complexos, dos sentimentos mais fortes.
Tenho um apetite voraz e os delírios mais loucos.
Você pode até me empurrar de um penhasco que eu vou dizer: - E daí? EU ADORO VOAR!”

sábado, 21 de agosto de 2010

Zizi Possi

A muito queria ir ao show dela e também a muito não conseguia ir. Sempre algo me impedia ora o local ora a data, passava horas ouvindo suas músicas e sonhando com o dia que iria ao seu show.

Isso era eu antes do dia 19/08/2010, quando muito por acidente (ou seria destino?...ops!) escrevo a seguinte frase na minha TL do twitter: “Hoje eu vou ao show da @ZiziPossi no Tom Jazz, com promoção relâmpago da @novabrasilfm.” E eu ganhei o par de ingressos para o show, às 19 horas daquela quinta-feira, show esse que aconteceria na mesma noite às 22 horas.

Toca correr pra me arrumar... Tu pronto... Vamos!


Não conhecia o Tom Jazz, gostei muito do lugar, mesmo os preços sendo exorbitantes, enfim... 22:30... sob ao palco a pessoa mais esperada da noite, Acompanhada de seus 4 músicos, Zizi subiu ao palco cantando “A Paz”.
Ao longo de 3 horas Zizi nos emocionou com 23 músicas (25 se contarmos com as mistas) Eis o Playlist do show:

1- A Paz
2- Caminhos de Sol
3- Sentimental Dedicado
4- Amor da minha vida
5- As Rosas não falam
6- Palavras Tudo se transforma
7- Pra dizer adeus
8- Nunca
9- Sabiá
10- Nega do cabelo duro
11- Incompatibilidade de gênios
12- Tico tico no fubá (Pela 1ª vez sem errar)
13- Sei lá mangueira (Perfeita)
14- Lábia
15- Asa Morena (Maravilhoso ver o Tom Jazz inteiro cantando)
16- Luiza (De chorar, lindo ver a emoção da Zizi nessa música)
17- Nada pra mim (Excelente versão)
18- Sentado à beira do caminho
19- Corsário
20- Porta estandarte
21- O que é o que é (Se o Gonzaguinha estivesse aqui diria “Canta Zizi, você faz melhor do que eu)
22- Bom Dia (Já no Bis)
23- Per amore (Já no Bis)

Só escrevi nesse post para poder agradecer a Maria Izildinha Possi a minha tão querida e amada Zizi Possi pelos maravilhosos momentos que proporcionou a mim na noite do dia 19/08/2010

Eis algumas fotos!

segunda-feira, 2 de agosto de 2010

Glamour – Monte Carlos, Cannes e Saint-tropez.

Existe um velho poema francês que diz: “Menton é poeira, Mônaco é grana, Cannes é beleza e Nice é Bacana”.
E é embalado nessa ultima parte que venho neste descrever sobre o Glamour dessas três ultimas cidades (Eu sei que Mônaco é um país) da “Cotê d’Azur”.

A primeira a mais rica a GRANA, Monte Carlo (Pertencente ao principado de Mônaco) um paraíso fiscal detém a marca do metro quadrado mais caro do mundo (47.578 dólares), percorrer de carro o circuito de rua da cidade é uma experiência única. Mas entrar no luxuoso; exuberante e esplendoroso cassino e perder seus últimos 5 euros (Não se pode apostar menos) no (como o nome já diz) “Caça” Níquel do mesmo é uma experiência digna de turista, pois quem sabe mesmo o que faz, paga os 100 euros só pra entrar e sabe-se lá quantos para jogar.

Já a segunda a BELEZA é uma das mais sazonais existentes, movimentada no verão por banhistas, a cidade mostra seu luxo na época do “Festival de cinema de Cannes” o Palma de ouro, com seus ladrilhos de concreto e mãos de grandes nomes do cinema mundial e Frances, Cannes é a mais acessível (economicamente) das três citadas. Embora um simples chaveiro com a palma de ouro custe 9 euros a cidade vale pelo seu charme e glamour de uma Hollywood europeia.

Saint-tropez é um paraíso para os baladeiros e solteiros como se diz em cada programa de TV que se falará da cidade “Luxo, Glamour e muita música eletrônica”, Para entender Saint-tropez é necessário no mínimo um dia inteiro. Pela manhã você deve conhecer a maravilhosa cidade e seu porto que a cerca (Sim, a praia é afastada da cidade), visitar o museu de Brigitte Bardot. A tarde um passeio de barco pelas praias ou então um tradicional dia na areia (Se quiser se oferecer um luxo, há massagistas na areia) e ao entardecer entrar em uma reservada e cara balada a beira mar com suas musicas eletrônicas, champangne e muitas mulheres.

Mas infelizmente (ou felizmente) esse pobre mortal tem consciência das coisas e não paga 100 euros para entrar em um cassino e nem 70 por uma replica do palma... muito menos 1 dia inteiro em Saint-tropez com massagem, champangne e mulheres.

Mas já diria o sábio “Mas vale um pássaro na mão, do que dois voando” e eu crio 3 novos “Mais vale 100 euros na mão, do que na roleta”, “Mais vale um premio (de verdade) do que uma replica” e “Mais vale um amor no coração, do que mulheres querendo seu cartão”.

Beijos, Abraços, Apertos de Mão

domingo, 1 de agosto de 2010

As baladas italianas

No dia 01/07, fui com meu amigo Christian conhecer a noite italiana, fomos primeiramente a um bar, fazer o “Esquenta”. Tomei “Sprits” (um aperitivo feito com água com gás, aperol, vinho branco frisante e gelo) e cerveja. Depois por volta da meia noite fui à balada.
O que me chamou a atenção foi o fato de que ninguém se relaciona com ninguém... a menos que já sejam amigos. As pessoas que conheci nesta noite devem-se ao Christian.
É engraçado fazer o comparativo entre as baladas brasileiras e as “danceterias italianas” aqui nós vamos às baladas para dançar, curtir, beber e “se pegar”, lá ele saem para beber e conversar... alguns poucos dançam.
Christian brincou, dizendo que para beijar uma garota na balada (Coisa que aqui fazemos normalmente) você gasta cerca de 900 euros, pois você pega o numero de celular, manda 1000 mensagens, quando manda a 1001 ela te responde, depois marca uma pizza, sapatos novos, roupa nova, lustrar o carro, pagar a conta... Enfim brincando se gasta muito para sair com alguém e que você ainda não sabe se conseguira fazer algo.
Mas de qualquer maneira é bem legal e divertido passar uma noite nas baladas daqui... A moda aqui é tomar mojito e a balada fecha às 2 da manhã.

“Let’s make a drink ‘cause is 5 o’clock in somewhere”

quinta-feira, 24 de junho de 2010

Vou e volto!

Férias, quem não precisa? Eu preciso, e muito!!

Esse é meu ultimo post antes da minha viagem, ficarei fora (do país) por 1 mês, mas se você que esta lendo isso esta dizendo “Graças a Deus”, (ahan, senta lá Cláudia!) se enganou... estarei com notebook lá!

Mas não tornarei isso um vício, pretendo TODO dia escrever meu petit diário e quando eu perceber ficar muito grande postar nessa bagaça, mas não prometo nada...ultima vez que prometi algo, demorei 2 meses pra colocar (As fotos do show da Liza).

Enfim, tentarei abrir meu baú nessa viagem, acumular cheiros, sabores, toques, paixões e é claro litragem...dos bons vinhos “nacionais”.

Vou livre de tudo, com a cabeça aberta para que os medos, as angustias e qualquer outra coisa mais que seja ruim pra mim, volte pra quem me desejou, volte pra quem me angustiou e volte pra onde nunca devia ter saido.

Voltarei o mesmo Renan, mas evoluído afinal “Um homem é incapaz de atravessar o mesmo rio duas vezes, uma porque as águas não são as mesmas e outra por que ele não é o mesmo homem”

Enfim, por nota esclarecedora, as abas “Frase ou poema do dia”, “música da semana” e “Filme do mês” ficaram vazias, meu twitter estará sempre em funcionamento...pretendo, só me resta o WI-FI, por que vontade não me falta.

Deixo o Brasil por um tempo, com saudades desde já das incríveis pessoas que conheci nesse semestre...mas fazer o que, vou ter que ver todas elas no semestre que vem!

Alguém quer pedir algo? Quem saiba eu trago...

Beijos, Abraços e Apertos de Mão!

PS: EU adoro você, que tenho certeza tem coisas mais importantes pra fazer, mas esta lendo esse post!

Fui! Ciao! Au revoir! See you!

Coincidência ou destino?

Nesse momento estou fazendo um live stream vídeo sobre como eu escrevo no meu blog, da onde vem à criação para isso, como eu trabalho.

Mas por que fazer isso se nem sei como faço, apenas sei que sempre escolho um bom vinho, uma ótima música e começo a criar.

Vim escrever nesse blog a pergunta que me cerca a alguns meses, existe realmente coincidências? Volto a repetir q sou um cético para esse assunto.

Mas de uns tempos pra cá esse assunto vem me perseguindo sempre!

Mais precisamente quando encontro no fundo de meu sótão um baú, e por mais estranho que possa ser, esse baú tem muito a me mostrar, não sei o que... mas tem, e é por isso que preciso de férias, pra respirar novos ares, pra ver novas pessoas, pra tentar encontrar nos outros pequenas partes de mim mesmo.

Pois quando voltar, eu vou abrir este baú que já não sei o que vou ver ou sentir...

Mas não distanciando do titulo, no que você crê? Coincidência ou destino?
Responda-me! Seja sincero. É tão cético quanto eu?

Eu não chegarei a conclusão alguma, peço que você me responda.

Termino este post agradecendo as 7 pessoas que assistiram esse Live stream vídeo, se de alguma maneira você viu esse raro momento, saiba que estive de corpo, mente e alma.

E cito Clarice Lispector “Eu sei de muita coisa que não vi e vocês também eu sei, não se pode dar uma prova de existência daquilo que é mais verdadeiro, o único jeito é acreditar e acreditar chorando, esse show acontece em estado de emergência e de calamidade publica, trata-se de um show inacabável, porque lhe falta resposta, resposta essa que espero que alguém no mundo me dê, é um show em tecnicolor para ter algum luxo e por deus, que eu também preciso. Amém para todos nós”

segunda-feira, 21 de junho de 2010

Musicas, lágrimas e Conversa (muita conversa)

Estava eu perdido em meus pensamentos, quando recebo o convite para um aniversário. Prontamente disse que iria, não há coisa mais incrível que poder estar com pessoas que você adora.

E lá fui eu, muitos risos, muita conversa, muita alegria, muita palhaçada no mesmo lugar. Até que o horário chega e tenho que voltar, mas algo me aperta, algo me sufoca, o que seria? Afinal estou eu junto de pessoas mais que especiais (Embora conhecendo tão pouco essas pessoas, os momentos foram intensos), pessoas que me completam.

Decidi vomitar e chamei ela de canto, comecei e sem pausas terminei e ela com toda sua graça mostrou-me no meio da Paulista utilizando de metáforas que por mais que eu mude as direções (apenas para experimentar) o objetivo estará na minha frente.

E Ele fez comigo uma atividade psicodramática onde pude visitar meu jardim, e as simbologias bateram com toda a perfeição do mundo.

E ao chegar na casa dele, algumas lágrimas rolaram da minha face e assim pude saber do que tenho medo...Ou não!

Chego m casa, notebook na cama pra falar com ela e não sei por que “Onde Deus possa me ouvir” (Vander Lee) não saiu da minha cabeça, comecei a ouvir, chorei muito, não sei por que, mas chorei.

Comecei a ouvir o Vander Lee de coração aberto e abro uma musica chamada: “Meu Jardim” e é com ela que finalizarei esse post. Muito obrigado Ela e Ele pessoas das quais vou confiar quase todos os meus segredos.

Ela: Eu sei ler nas entrelinhas
Ele: Somos muito iguais, somos muito viscerais.

Beijos, Abraços e Apertos de mão

Meu Jardim
Vander Lee


Tô relendo minha lida, minha alma, meus amores
Tô revendo minha vida, minha luta, meus valores
Refazendo minhas forças, minhas fontes, meus favores
Tô regando minhas folhas, minhas faces, minhas flores

Tô limpando minha casa, minha cama, meu quartinho
Tô soprando minha brasa, minha brisa, meu anjinho
Tô bebendo minhas culpas, meu veneno, meu vinho
Escrevendo minhas cartas, meu começo, meu caminho

Estou podando meu jardim
Estou cuidando bem de mim

sábado, 19 de junho de 2010

“Pois eu sonho grande, assim perco o medo do abismo”

Fim de semestre,

Sexta entrei de férias, mas quem disse que ator entra nessas?
Desde quando ator tira férias?
“É ou não é?”

Enfim, quando achei que iria dar uma relaxada o meu diretor propõe uma atividade para as férias “Pensem em uma cena sobre quem é você e quais são seus objetivos”.
Pronto, fim das férias!

Para chegar ao prólogo deste post novamente vou fazer uma viagem no tempo, todos com o ticket nas mãos?

Tripulação decolagem autorizada.......

A pouco menos de 2 meses começamos a fazer cenas com restrições de palavras, minha primeira cena foi digna de expulsão, nada ligava a nada, nada dizia nada, enfim, uma btosa!

Mas depois de alguns (muitos) ajustes a cena foi ganhando características expressionistas, cada dia que ensaiava era algo novo que surgia. Primeiro a música fracionada; ranhurada, a desconstrução da cronologia, a inspiração no filme “Anjo Azul”, o suspensório, a gola, cada dia algo surgia (até mesmo no sarau final de apresentações)

Quando o Paulo instigou e provocou para que a cena fosse para o expressionismo, entrei de cabeça nessa.

E acabei por ganhar alguns momentos de pura reflexão e isso começou a gerar um certo medo.

Confesso, me perguntei varias vezes: “Estou no lugar certo? Estou fazendo a coisa certa?”, depois de muito me analisar, muito me ouvir, muito me amar. Posso dizer:
Sim, estou no lugar certo. Vou lutar pra continuar nesse trilho, nessa escolha. Ser ator é uma arte para poucos, muito poucos. E eu sei que faço parte desse seleto time.
Então, não me impeça de ser feliz, por que mesmo se tentares...eu serei. Eu tenho um Santo (bem) forte.

Quanto minhas férias? Estarei longe em corpo, mas presente em alma.
Sempre que puder colocarei algo nesse diário aberto. Pois sei que seja no Brasil, em NY, em Madrid, em Paris ou em Roma. Alguém certamente lerá.

E se eu puder “salvar” alguém, uma só pessoa que seja, se eu puder transformar alguém em qualquer lugar do mundo, com a minha arte, seja o teatro ou até mesmo esse numero de IP que chamamos de blog. Já serei um ser humano mais realizado, ainda (bem) longe dos meus objetivos. “Pois eu sonho grande, assim perco o medo do abismo”

segunda-feira, 14 de junho de 2010

Sou um cético, sim é verdade.

Não creio em coincidências, não creio em tristeza e não creio que alguém seja tão distante o possível de realmente não se apaixonar. Enfim Sou um cético.

Não creio em coincidências, mas sim em fatos que levam ao mesmo assunto. Por quer crer em algo que é aleatório? Pode dar certo como não pode. Sem falar que quando deveria dar... Não dá. É como a ‘lei de murf’ nada mais é que aleatoriedade. Mas confesso que creio em destino e não há nada mais aleatório que o destino. Ou será que não?

Não creio em tristeza por que não posso me apegar em algo fútil e frágil. se ela existe? Não do meu lado, e se não esta ao meu lado não existe.
Sempre que vejo alguém com a então chamada “Tristeza” trato logo de mostrar que isso não existe e que no fundo no fundo é apenas a ausência da felicidade, da alegria.
Mas se você se sente “triste” acalma-te logo menos a felicidade e a alegria, que foram dar uma volta, voltam e tudo há de melhorar. Mas algo ficou realmente ruim ou você que se esconde atrás desse psdo sentimento?

Quanto a não existência do amor? Não, pra mim, não existe ser humano incapaz de amar, sim eu vou levantar a bandeira do “HYMNE AL AMOUR” e não quero ouvir ninguém dizer que não sabe se apaixonar. Feridas existem mais pra tudo na vida existe um band-aid, uma gaze e alguns anticépticos. Basta deixar que o tempo...ha o tempo ele é relativo, basta ler o post abaixo.

E como o Charles Aznavour esta dizendo agora no meu playlist

“C’est Fini”

Beijos, Abraços e Apertos de mão

segunda-feira, 7 de junho de 2010

Tempo

Existe uma teoria na mecânica quântica que diz (em suma): “que o tempo é relativo para as coisas/ pessoa/ momento/ causa”.

Explico, um intervalo de tempo é relativo para cada ser. Quando dizemos “Esse ano passou voando” ou quando conversamos com um colega que nos diz: “Já faz 4 anos que perdi meu tio”, SEMPRE respondemos “Tudo isso!?”.

É muito engraçado perceber que nesses “4 anos” coisas passaram voando na vida de seu colega, mas o fato da perda não foi assimilado por completo. Me entende ou estou bancando o louco?

Não é certo medirmos as coisas por um relógio, calendário, segundos, minutos, horas dias, meses, anos, décadas, séculos. Mas não há modo certo para tanto.

Enfim. Cada um tem o seu tempo e ele é flexível para todos!

Beijos, Abraços e Apertos de mão

quinta-feira, 3 de junho de 2010

Dia De Domingo


Depois de um outback em plena quinta feira, no domingo fomos ao parque do Ibirapuera, saindo com 1 hora de antecedência fui ao ponto marcado pelo organizador Diego.

Fui o primeiro a chegar, logo após @MaluPaixao, Heitor, @miaarte, Marri, Diego e Mavi (Ou Marvi). Fomos ao tão esperado “Parque do Ibirapuera”, pois lá teria o show do Nando Reis, Paula Toller e a Roberta Sá (Um evento chamado: “Viva Consul”).

Depois de muito caminhar chegamos, sentamos no exato momento em que a orquestra começou a tocar e logo depois a Roberta Sá Nando e Paula (Com um Paetê Azul bonito, mas não para o horário)
Enfim, gravamos vídeos (http://www.youtube.com/watch?v=xq3Xcmy51j8) , fizemos picnicrimos, contamos coisas, achamos “famosos”. Uma manhã maravilhosa.

Fim do show e o que faremos? Paulista Chuva de Twix! Dividimos-nos em 2 grupos (2 carros). Em um @bertoliniandre, @miaarte, @MaluPaixa, Diego e Mavi no outro Laroca, Matheus, Heitor, Marri e Eu. @bertoliniandre bateu o carro, Laroca quase atropelou uma velha (Varal!!), chegamos na “chuva de twix”... Cadê a Chuva?? Presenciei um momento histórico: “Como destruir sua marca em uma tarde”,o que faremos agora? Preocupados com o pessoal que estava no carro do @bertoliniandre fomos ao bar, comer e beber um pouco. Fritas e Calabresa (Feitas em baixo do banheiro) e 4 cervejas. Quando terminamos de comer, @MaluPaixao, @miaarte e Mavi chegaram.

Fomos até o shopping Pátio Paulista, No caminho eu e a Mavi fizemos uma samba do Rock “Mariana Foi ao Mar”, como os casais estavam se pegando eu a @miaarte a @MaluPaixao e a Mavi fomos na frente, fomos em uma lanchonete, a @miaarte comeu um hambúrguer e nós 3 pedimos um milkshake, com um ar meio retro tiramos fotos da @MaluPaixao no estilo grease e da Mavi tentando pegar doce nas maquininhas, saído dali fomos até a livraria e eu e a @miaarte jogamos Mata-Mata com CD’s e DVD’s. Quando os casais telefonaram, fomos ao encontro deles, no caminho a Mavi queria comprar um creme para usar 1 vez por semana e que custava 170 reais. Tive que falar “Eu te dou no Dia dos Namorados”, se não ela não sairia de lá. Rs.

Decidimos ao fim ir ver a (Maravilhosa) peça “Dois Perdidos em uma noite suja” no Sérgio Cardoso. Mas só foi eu a @miaarte e a @MaluPaixao. No teatro, chegaram depois o @bertoliniandre (que tinha ido embora depois da batida), Camila, Barbara e a Alline.

Ao fim, participamos de um debate e fomos embora com a Camila, descobrimos que ela conhece a mulher da voz do GPS. É que é muito importante ter esse tipo de contato.

Por fim, chego a casa e lá encontro 9 adultos, 3 crianças mais meus pais e meu irmão!

Beijos, Abraços e Apertos de Mão

segunda-feira, 31 de maio de 2010

Náusea

Suponho ser tão inconstante quanto você, irei vomitar nesse blog coisas que talvez no final dele já não pense da mesma maneira. Vou escrever aqui sem nem pensar, ouço nesse momento Yann Tiersen e é nele que vou me apegar para compor este post.

Sim eu sei que sofreu que se feriu, que se magoou, mas sei também que amou, riu, sentiu e amou again and again.
(Já dizia o poema da: Rainer Maria Rilke:
Again and again, however we know the landscape of love
and the little churchyard there, with its sorrowing names,
and the frighteningly silent abyss into which the others
fall: again and again the two of us walk out together
under the ancient trees, lie down again and again
among the flowers, face to face with the sky.)


Do que tanto temes? O silencio pode significar as mais diversas palavras, mas ele me incomoda, do que tanto foges? You can be in Love. Eu posso, Você pode, o Leitor deste blog pode, enfim, o mundo pode. Do que tanto temes? Do que tanto foges?

Não peço eu aqui, que me encare e diga-me tudo, aceito ser um paciente homeopático, mas libere-me os comprimidos. Acalma-te não vicio facilmente, não sou mais de “utupizar” meus objetivos (Já fui).

Sou seguro, um porto seguro, repito-lhe. Ligue-me às 4 da manhã, eu vou lhe ouvir.

Torna-me teu amigo mais intimo e deixas o tempo dizer o que é certo ou errado, deixas o tempo curar as mágoas; feridas e as cicatrizes.

Mas para isso, necessito da verdade. Já ouvi verdades de varias coisas, seja contra, a favor, ou neutras à minha pessoa. Não temo e nem as idealizo.

Saberei lhe ouvir, saberei lhe aconselhar (Se essa for tua vontade) e again and again the two of us walk out together... like a friends.

Por que sou EU!

quarta-feira, 19 de maio de 2010

Ai se eu pudesse

Ai se eu pudesse...
Lhe agarraria no corredor
Lhe mostraria o que sou
Lhe afagaria a dor

E se me pedires
Lhe dou
Aquilo que sou
Pois é esse

O som que
Lhe mostrarei onde iremos
E o que será...

...Do nosso...
...Amor?
Cor!

domingo, 16 de maio de 2010

Virada Cultural 2010

Nesse fim de semana aconteceu a 6ª Virada Cultural SP (15 e 16 de maio), eu como bom cidadão que sou não poderia perder essa... Passei 1 semana inteira falando sobre ela no Twitter, perguntava todo dia quem ia e o que iria fazer na quinta minha amiga @alorenzetti me mandou um tweet dizendo que ia assistir “Simplesmente eu” no CCBB, adorei a ideia, perguntei aos meus pais se poderia ir e eles disseram que tudo bem.
Além da @alorenzetti, a @lara_nasc também disse que iria e chamamos a @isaferraro. Estava muito contente, pois iria pra virada com elas...
No sábado, a @alorenzetti disse que não poderia ir, pois estava em um churrasco, mas que iria de madrugada, a @lara_nasc e a @isaferraro também não puderam ir. Pensei “Vou nem que seja sozinho”, já estava com tudo programado... Meu pai me levaria e depois eu me virava... Ia ter uma noite ótima! Ainda no MSN o @HenriquePatron perguntou o que eu iria fazer, disse que iria ver a peça e o convidei pra ir comigo. Ele topou, no fim fui eu, ele e o @luccas_p_a. Pegamos o metro, descemos na São Bento e fomos... Agora começa a grande piada da noite: “Ajuda publica”

Chegando à estação perguntei a uma moça do metro onde era o CCBB e ela me respondeu “Sobe aqui, e depois pergunta pra alguém” falei... Ah legal! Perguntei pra dois PM que me indicaram “corretamente” até a 2ª curva, lá perguntei para outro PM e esse me disse “Cidadão, não sei nem onde é o Banco do Brasil, imagine o Centro Cultural dele” (Como assim? Como permitem isso? Ele esta ai pra que?) enfim, demos 3 voltas no CCBB e por fim achamos!

Mas nada dá certo nesses dias... Sessão esgotada... A próxima, gratuita e às 22 h, olhei pra fila e vi 400 pessoas (Para um teatro de 170), os meninos falaram para tomar-mos um café, sentamos no Café do CCBB, eu pedi um Cappuccino do Papa (Doce de leite, cappuccino e raspas de laranja), o @HenriquePatron um milk-shake de nuttela e o @luccas_p_a um café com nutella. A garçonete nos disse “nossa, nunca fiz um pedido tão bom” (Até agora não sabemos se ela nos cantou), por fim perguntamos a ela o que poderíamos fazer? E docemente ela diz várias coisas para fazer naquela região, eu disse a ela “E você trabalhando aqui?” quando ouço “Mas eu saio à meia noite”. Perguntei aos dois se não queriam esperar até a meia-noite, preferimos sair e curtir a virada.

Fomos até as marchinhas de carnaval, aos cosplays no Anhangabaú e a pista de eletrônica na Praça da Sé, ai sugeri irmos até a luz para vermos uns espetáculos de dança e de música clássica, mas no caminho meu pai ligou e falou para encontrar-mos com ele na consolação, de lá seguimos a pé ate uma pizzaria...

E Essa foi a minha Virada, mas uma coisa é certa... A do ano que vem farei mais coisas e estarei lá sendo a Virada... Não é @leilabayer?

terça-feira, 4 de maio de 2010

Tropecei no véu, bati no coqueiro enquanto olhava o horizonte

Torci o ligamento do joelho na aula de expressão vocal... Sim, eu consegui realizar essa façanha. O fato é que isso foi numa Quinta, na sexta fui ao pronto socorro e lá me recomendaram o uso de uma tala imobilizadora.

Na Segunda quando fui para a faculdade, ainda utilizando a tala, na escada de acesso ouço “Anda logo aleijado do craahlo”, pensei: “O que leva uma pessoa a falar isso?” no próprio metrô um senhor me ofereceu o acento azul. É claro que não aceitei. Estava com uma tala e não com uma prótese.

Na Quinta estava comentando sobre o acontecido de segunda com dois amigos no metro, até que do nada uma mulher (de 30 anos) que estava sentada no acento azul se levantou e disse “Pode sentar”, eu me assustei com aquilo e disse “Imagine, vou descer em 2 estações” ela realmente ficou brava e falou “Faço questão”.
Ai eu lhe pergunto: O que eu disse a mais? NADA! Concordam que a “errada” era ela? As pessoas ficam incomodadas quando o calo aperta.

Ainda na Quinta um homem me ofereceu o acento marrom, aceitei, estava com um pouco de dor. Logo nada mais justo.

Enfim agora estou bem, somente 10 sessões de fisioterapia... mas esse acidente me fez ver o quão difícil é a vida dos que tem alguma necessidade física.

Beijos, Abraços e Apertos da mão

segunda-feira, 26 de abril de 2010

Maria Gadú

Se você acha que Maria Gadú é a menina que canta “Shimbalaiê” você esta certo, mas se pensa que é só essa que ela canta... Está TOTALMENTE enganado

Twittei sábado que tinha comprado o CD da Maria Gadú, Já conhecia as músicas dela (Com a exceção de duas), porém quando abri o CD e coloquei para escudar, ouvi algo que me apaixonou: A simplicidade do CD.

É incrível como as gravações ficaram tão incrivelmente NATURAIS, pois se tem algo que me apaixona quando pego um CD/DVD é a simplicidade. “Para ser simples você tem que ser perfeito”.

Achei incrível o fato das músicas serem diferentes no Cd das outras que já havia escutado. Destaco mais que especialmente a música “Dona Cila” (F.4) escrita em homenagem a sua avó e que tem uma letra maravilhosa e que com toda a felicidade pude fazer minhas as palavras dela quando descreveram sua avó (No caso fiz isso com a minha).

Se Gadú continuar com a beleza de seu Cd nos próximos que virão, ela certamente será a nova revelação da MPB a mais perfeita mistura de Cássia Eller e Luiza Possi.

Termino a novela (Post) com essa linda música:

De todo o amor que eu tenho
Metade foi tu que me deu
Salvando minh`alma da vida
Sorrindo e fazendo o meu eu
Se queres partir ir embora
Me olha da onde estiver
Que eu vou te mostrar que eu to pronta
Me colha madura do pé
Salve, salve essa nega
Que axé ela tem
Te carrego no colo e te dou minha mão
Minha vida depende só do teu encanto
Cila pode ir tranquila
Teu rebanho tá pronto

Teu olho que brilha e não para
Tuas mãos de fazer tudo e até
A vida que chamo de minha
Neguinha, te encontro na fé
Me mostre um caminho agora
Um jeito de estar sem você
O apego não quer ir embora
Diaxo, ele tem que querer
Ó meu pai do céu, limpe tudo aí
Vai chegar a rainha
Precisando dormir
Quando ela chegar
Tu me faça um favor
Dê um banto a ela, que ela me benze aonde eu for
O fardo pesado que levas
Desagua na força que tens
Teu lar é no reino divino
Limpinho cheirando alecrim

domingo, 25 de abril de 2010

Se você se tornasse um personagem de ficção, quem você seria?

Como ator, não poderia escolher nenhum, afinal devo respeita-las para que com isso eu esteja sempre aprendendo com elas

Solte o Verbo!